MOVIMENTOS SOCIAIS

I ENUF debate a vivência da população negra dentro e fora da uni


Nos dias 08, 09 e 10 de Novembro aconteceu o I Encontro de Negros, Negras e Cotistas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte colocando em pauta a realidade da juventude negra e cotista.

Com uma programação recheada de atividades formativas e interativas, o ENUF foi espaço de compartilhamento de vivências e idéias a cerca da permanência estudantil e inserção de negros e negras em diversos espaços. Contou também com oficinas de turbante, dança afro e capoeira, fazendo da universidade um espaço de integração e mobilização para o enfrentamento ao racismo que mesmo nos dias de hoje ainda é disseminado.  


IMG-20171113-WA0016.jpg


O evento realizado pelo Diretório Central dos Estudantes da UFRN, por meio da coordenação de Combate ao Racismo contou com a participação de estudantes de diversos cursos e campi. Para Yara Costa, coordenadora geral do DCE, o ENUF foi um espaço de encontro e resistência. “É de extrema importância a realização de encontros como esse para debater a permanência e a inserção desses estudantes que nunca tiveram acesso a universidade e graças a diversas políticas públicas implementadas, nós estamos aqui resistindo.”

Na plenária final os participantes do encontro encaminharam a produção de uma carta aberta à comunidade acadêmica, abordando os anseios da juventude negra na universidade, desde os desafios relacionados à assistência estudantil, como também a mínima inserção profissional e propõe a construção de políticas públicas efetivas e permanentes para a população negra.