I SEMANA DE JORNALISMO

Diversidade de conteúdo é destaque na 1° Semana de Jornalismo

     O terceiro dia da 1° Semana de Jornalismo da UFRN foi pura agitação, com oficinas e minicursos variados, desde Violação dos direitos humanos nos programas policiais, ministrada pela professora Aline Lucena, até A charge nos jornais, apresentado por Ivan Cabral, jornalista ilustrador. O aluno do 4° período de Jornalismo, Lucas Cortez, 21, conta o que achou da experiência de participar das oficinas: “foi de grande proveito, tendo em vista os conhecimentos adquiridos nas áreas de telejornalismo e direitos humanos através das oficinas que eu participei.”

      A oficina A charge nos jornais, realizada pelo jornalista ilustrador Ivan Cabral, falou dos desafios de criar uma charge, da publicação aos aspectos e natureza deste tipo de ilustração. Se referindo a charge Ivan diz que, além do desenho e do humor propriamente dito, tem o cunho jornalístico e crítico, sendo um humor que nasce a partir de um fato noticiado na imprensa.

    Em Violação dos direitos humanos nos programas policiais: como e porque denunciar, a palestrante, professora Aline Lucena (UFRN), explanou os direitos humanos no âmbito nacional e internacional com foco no artigo 5° da constituição brasileira, que trata da liberdade de expressão, ligando a mídia à violação dos direitos humanos infringidos nos programas policiais.

     A primeira edição da oficina Ser youtuber, contou com a experiência dos youtubers Carla Menezes (Livro e Pipoca), Mickaelly Raiane (Amarelo Queimado) e Vinícius Castro (Cristão Diferentão). Eles falaram como começaram seus canais, os estilos que utilizam nos vídeos, além de dar dicas para quem pretende criar seu próprio canal. Com canais de temas variados, os três digital influencers tem a referência em comum: a vlogueira Julia Tolezano (Jout Jout Prazer).

     Para encerrar os eventos da tarde desta quarta-feira tivemos o minicurso A reportagem no telejornalismo, com a presença dos jornalistas Victor Ferreira, Margot Ferreira e o cinegrafista Arimar Martins. Com as vagas todas preenchidas, os ministrantes contaram suas experiências nas redações de jornais em que passaram, mostrando a realidade no dia a dia de um jornalista.

     A Semana de Jornalismo se estenderá até a sexta-feira, 12, sua programação pode ser acessada através do Facebook do evento: https://www.facebook.com/SemanadeJornalismoUFRN/