CIDADE

Coordenadores se preparam para o mais extenso Trilhas Potiguares

Com o intuito de melhorar a qualidade de vida das comunidades envolvidas por meio de três pilares da educação - ensino, pesquisa e extensão - começam os preparativos para o XXI Trilhas Potiguares. Esse ano, o programa terá a participação de 25 municípios (15 a mais que ano passado). Sobre isso, o Pró-reitor Adjunto de Extensão e Coordenador Geral do projeto, Breno Cabral, disse estar feliz pelo maior alcance do projeto, mas admitiu preocupação. Segundo ele, será um grande desafio atender a todas comunidades e ressaltou a importância do engajamento e planejamento dos participantes.

Uma mudança importante neste ano é a data do programa: as ações ocorrerão na primeira semana de agosto - coincidindo com a segunda semana de aula dos estudantes - diferentemente dos anos anteriores, quando acontecia nas férias. O Pró-reitor afirmou que isso já está sendo observado pela PROEX e PROGRAD para garantir que nenhum discente participante do projeto tenha faltas contabilizadas durante os sete dias de atividade.

Durante a reunião, os coordenadores se dividiram em duplas e, por meio de sorteio, definiram os municípios em que irão atuar. Na próxima etapa, cada dupla deverá cadastrar um projeto no SIGAA. Daí a importância da “primeira visita de diagnóstico inicial”: serão observadas as questões e demandas de cada município. A partir do levantamento, ocorrem as seleções dos alunos (graduandos ou pós-graduandos) que fizeram suas inscrições no mês passado via internet. Os discentes serão distribuídos em equipes de acordo com as necessidades e características de cada projeto.

Na sexta-feira (31/03), os coordenadores se reunirão com os prefeitos ou seus representantes para a leitura e assinatura dos termos do contrato do programa. A reunião será às 10h na reitoria.

O trabalho, de professores e alunos, é voluntário. Embora o programa desenvolve-se na solução de problemas locais e ações que transformem o cotidiano dos habitantes, o projeto não possui um caráter assistencialista. Além disso, o Trilhas Potiguares não tem qualquer envolvimento com questões político-partidárias.