CIDADANIA

Documentário feminista é exibido no Dia da Mulher

“Mais do que mulheres ou homens, nós somos seres humanos”, disse Socorro Veloso professora  do Departamento de Comunicação (Decom) da UFRN. Em consciência do Dia internacional da Mulher, foi exibido o documentário “She’s Beautiful When She’s Angry” (Ela é linda quando está com raiva) que mostra as lutas feministas e a busca por igualdade de gênero no século XX.

A iniciativa conjunta, posta em prática pelas professoras Socorro Veloso e Kênia Maia, surgiu dentro da universidade e partiu de uma aluna do terceiro período, que teve a ideia de promover um diálogo entre as próprias alunas sobre feminismo e os direitos da mulher.

A exibição do documentário, que foi assistido pelas turmas de calouros e veteranos, seguiu-se de uma roda de conversas onde professoras e alunos debateram a respeito das conquistas feministas. O objetivo era esclarecer aos jovens o contexto da luta das mulheres, sobretudo no século XX, e incentivar a busca por direitos. 

Segundo a professora Socorro Veloso, “o Dia Internacional da Mulher não é para celebração, flores ou bombons”. Trata-se de uma data para refletir sobre a necessidade de avanço nas lutas, reforçar a consciência crítica e refletir sobre as conquistas sociais, econômicas e políticas. “Mais do que mulheres ou homens, nós somos seres humanos”, diz a professora.

O Oito de março foi instituído como Dia Internacional da Mulher pela ONU (Organização das Nações Unidas) na segunda metade dos anos 1970. Essa data foi instaurada em prol dos movimentos feministas, que começaram no século XX e perduram até os dias de hoje.