CIÊNCIA

Projeto incentiva pesquisa científica para estudantes

“Cativando os jovens do ensino médio pela ciência: um desafio inovador” é mais um dos trabalhos apresentado na 22ª CIENTEC que busca incentivar alunos do ensino médio a ingressarem no ensino superior, além de incitar o gosto pelo conhecimento científico. O trabalho é desenvolvido por um projeto de extensão do Laboratório de Farmácia da UFRN, que já soma 11 anos de existência na universidade.

O projeto é oferecido aos jovens durante uma semana das férias escolares, e é inspirado em um programa similar desenvolvido no Rio de Janeiro. “Aplicamos o método cientifico com eles sempre com um tema diferente, esse ano foi o Zika Vírus”, explica Renato César, aluno do programa de pós-graduação em Ciências Farmacêuticas da UFRN.

“Eles enchem um quadro de questionamentos, então dividimos os alunos em grupos e pedimos para eles escolherem uma problemática para trabalhar durante toda a semana, e no final do curso eles explicam o porquê daquela pergunta”, completa.

O doutorando diz ainda que o objetivo geral do curso é despertar o interesse pela ciência, para que os alunos busquem prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e entrem num curso superior, além de incentivar o lado pesquisador de cada um. Geralmente o programa tem 60 estudantes por turma, e este ano foi articulado uma parceria com quatro escolas estaduais: Walfredo Gurgel, Nestor Lima, Wiston Churchill e Floca.

O estande 56 pode ser encontrado no pavilhão 4, de Saúde e Ciência, e lá os visitantes podem ouvir um pouco sobre o projeto , além de ver alguns experimentos científicos.