CULTURA

Projeto conscientiza crianças sobre o trabalho infantil

Através de uma abordagem diferenciada, as estudantes do curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte Susana Melo, Raquel Cardoso, Letícia Mesquita e Mirele Moura se deslocam pelo estado identificando o trabalho que interfere na infância de crianças de comunidades carentes e assentamentos. O Núcleo de Estudos sobre o Trabalho Infantil (Netim), é coordenado pelos professores Zéu Palmeira e Fabiana Mota.

O Netim se organiza em três vertentes: levar a assistência de saúde básica; o entendimento sobre seguridade social para trabalhadores; e a principal delas, que é desenvolver ações com crianças. “Fazemos apresentações de fantoches, e outras dinâmicas com músicas e brincadeiras para elas assimilarem o que é o trabalho infantil”, disse Raquel, uma das colaboradoras do projeto.

A primeira ação realizada pelas meninas aconteceu no assentamento Mata Verde, no município de Espírito Santo, na região Leste do RN. Lá elas fizeram uma dinâmica com as crianças: pediram para colorirem um relógio num papel, e cada cor representava uma atividade. Através dessa proposta puderam identificar o excesso das horas de trabalho. “É importante que as crianças ajudem os pais, mas elas não devem contribuir para a renda. Não nessa idade nem nas condições de perigo”, comentou Letícia, que está no projeto desde o segundo período de faculdade.

Quando se fala sobre trabalho infantil, geralmente a responsabilidade é transferida integralmente para os adultos, os pais. Entretanto, o Netim busca informar as crianças, já que elas estão com valores em construção, sendo mais eficaz a conscientização. No assentamento Mata Verde, o Núcleo contou com a ajuda do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que doou livros novos para a biblioteca que foi montada no centro comunitário da região.

As universitárias já estão se organizando para a segunda ação do Núcleo, que será em um quilombo, ainda neste ano.  “Não recebemos auxílio, nem bolsa. Estamos com esse projeto porque gostamos do assunto e acreditamos que podemos fazer a diferença nessa questão do trabalho infantil”, afirmaram as participantes do projeto. O projeto Netim foi apresentado durante a edição 2016 da Cientec.